O que é Pix e como funciona? | Chave, limite e vantagens

Pix | Saiba o que é Pix e como funciona
Pix | Saiba o que é Pix e como funciona

Saiba como funciona o Pix, o novo serviço de pagamento instantâneo do Banco Central que está revolucionando o mercado de transferências bancárias.


O que é Pix?

O Pix é o sistema de pagamento instantâneo oferecido por diversos bancos. Lançado em outubro de 2020, essa opção de pagamento passou a funcionar integralmente em novembro do mesmo ano.

O objetivo da criação do Pix é entregar um formato de pagamento seguro, competitivo e rápido. As transferências via Pix são realizadas em até 10 segundos, durante as 24 horas do dia e funciona nos finais de semana e feriados.

Pix Banco Central

O Banco Central do Brasil é o criador do Pix, porém, esse meio de pagamento é oferecido e realizado pelos bancos, meios de pagamentos e fintechs.

Desde novembro, os aplicativos das instituições financeiras passaram a oferecer a opção de pagamento Pix, assim como já disponibilizavam transferência via TED e DOC.

Sendo assim, o usuário decide se prefere utilizar o Pix ou outra opção. Uma das vantagens é que os bancos e bancos digitais podem oferecer mais uma forma de pagamento aos seus clientes.

Como funciona o Pix?

O Pix está disponível nos aplicativos dos bancos e instituições financeiras autorizadas a oferecer esse tipo de pagamento. Além disso, essa operação também é indicada na hora de realizar um pagamento ou transferência.

Para utilizar o Pix, é preciso fazer um cadastro, tanto pessoas físicas, como pessoas jurídicas. Além disso, é necessário ter uma conta transicional (conta corrente, poupança ou de pagamento) em um banco, fintech ou plataforma de pagamentos. Veja uma comparativa entre o Pix e o WhatsApp Pay.

Chave do Pix

A chave Pix é o dado informado para realizar transferências para alguém ou receber pagamentos utilizando esse recurso. Primeiro, é necessário fazer o registro da sua chave Pix diretamente nos aplicativos do banco, no app ou pelo internet banking.

Essa chave pode ser o número do CPF ou CNPJ, e-mail, número de telefone celular ou chave aleatória. Ao escolher a chave Pix, o usuário precisa cadastrá-la na própria plataforma da instituição.

Depois, para receber transferências via Pix, é necessário informar a chave para o pagador realizar o pagamento. Sendo assim, quando for realizar o pagamento utilizando o Pix, você precisa da chave do recebedor. Em outras palavras, as chaves Pix são identificadores de uma conta no Pix.

Como fazer as transferências com o Pix?

Existem três formas de transferir dinheiro usando o Pix: informando os dados bancários, com a chave Pix Banco Central e por meio de QR code.

Informando os dados bancários

Se você não cadastrou sua chave Pix, mas a pessoa que vai realizar o pagamento para você tiver utilizando o Pix, passe seus dados bancários para receber por meio desse pagamento instantâneo. Basta informar o seu nome completo, o CPF, o número da instituição e as informações de agência e conta.

Com a chave Pix

Como as chaves Pix substituem os dados bancários, então informe uma chave para quem vai enviar o pagamento. Para pagar alguém via Pix, você também pode solicitar a chave da pessoa física ou jurídica.

Por meio de QR code

Existem dois tipos de QR Code para pagar utilizando o Pix: o QR code dinâmico e o QR code estático. Para pagar compras, você deve utilizar o QR code dinâmico que cada vendedor disponibiliza em seu estabelecimento.

Já o QR code estático é recomendado para transferências entre pessoas. Sendo assim, só é necessário definir o valor, gerar um QR code e enviar para o recebedor.

Pix | Novas funcionalidades para 2021
Saiba mais

Saque Pix

O Banco Central anunciou que o saque Pix estaria disponível no fim do primeiro semestre de 2021, mas o lançamento foi adiado. Ou seja, ainda não sabemos quando o serviço estará disponível. Se você está se perguntando como vai funcionar o saque do Pix, nós te explicamos.

A ideia de disponibilizar o saque de dinheiro via Pix tem o objetivo de possibilitar a retirada de dinheiro em pontos que não sejam apenas bancos ou lotéricas. Dessa forma, qualquer estabelecimento comercial cadastrado no programa do Banco Central poderá ser um ponto de saque Pix.

Para realizar a operação, o usuário deve usar o Pix para transferir dinheiro para o estabelecimento comercial pelo celular, usando um QR Code gerado pelo local. Como a transferência é instantânea, no mesmo momento ele pode pegar o valor da transferência em notas.

Qual é o limite do Pix?

O limite de valor e transferências diárias utilizando o Pix são estipulados por cada banco. Então, para saber o limite a ser enviado a outra conta via Pix é necessário consultar a instituição financeira.

Onde usar o Pix?

Desde novembro de 2020, já é possível utilizar o pagamento via Pix para fazer compras online, supermercados, lojas físicas e muitos outros estabelecimentos.

Além disso, é possível pagar conta de luz, recarga do celular, contas de telefone, jogos de loteria, impostos, taxas, Guia de Recolhimento da União (GRU) e outros tipos de contas.

Vantagens do Pix

As características do meio de pagamento Pix oferecem diversas vantagens, como:

  • Rapidez: transações realizadas em poucos segundos.

  • Facilidade: fácil de usar para pagar, transferir e receber.

  • Seguro: existem medidas que garantem a segurança das transações.

  • Versatilidade: pode ser usado em várias situações do dia a dia.

  • Disponibilidade: realiza operações 24 horas, 7 dias por semana e em feriados.

  • Econômico: gratuito para pessoas físicas e com baixo custo para os demais usuários.

Bancos que têm Pix

Os bancos com mais de 500 mil clientes são obrigados a oferecer o meio de pagamento instantâneo Pix. Alguns deles são: Pix Nubank, Itaú, Bradesco, Pix Santander, Caixa (Caixa Tem), Banco do Brasil, Pix Mercado Pago, Inter, C6 Bank, PagSeguro e outros.

Pix para empresas

Pessoas jurídicas podem utilizar o Pix com o CNPJ para aumentar sua competitividade no mercado e oferecer mais uma opção de pagamento aos clientes. Independentemente do tamanho, qualquer empresa pode aderir ao Pix.

O Pix PJ pode ser utilizado entre Pessoas físicas (P2P), pessoas e empresas (P2B/ B2P), empresas (B2B), pessoas e governo (P2G/G2P), além de empresas e governo (B2G/G2B).

Pix é seguro?

Sim, o Pix é seguro. Todas as informações pessoais transmitidas pelas operações Pix estão protegidas pelo sigilo bancário, assim como nas transações de TEDs e DOCs.

Além disso, medidas de segurança bancárias, como autenticação e criptografia, também são adotadas na realização dos pagamentos via Pix.

FAQ Pix - Perguntas frequentes

O que é Pix?

O Pix é o sistema de pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil que foi lançado em novembro de 2020. A diferença do Pix em relação aos outros tipos de transferência é que com o Pix é possível fazer transações em tempo real. Uma vez que você faz um pagamento para outro usuário usando o Pix no seu banco, o dinheiro entra na conta destino imediatamente.

Como funciona o Pix?

O pagamento instantâneo com Pix é a nova maneira de você realizar uma transferência bancária que permite que a transferência de dinheiro seja feita em tempo real (de maneira imediata) sem que haja a necessidade de intermediadores ou de esperar dias úteis e horários comerciais, já que o sistema está disponível todos os dias da semana, 24 horas.

Qual é a principal vantagem do Pix?

A praticidade é a principal vantagem do Pix, já que agora realizar um pagamento é muito mais fácil e simples, você gasta o mesmo tempo de enviar uma mensagem pelo celular. Com o Pix você pode realizar pagamentos e transferências do dia a dia sem se preocupar em sair de casa.

Qual banco tem Pix?

Atualmente, os principais bancos que têm Pix são: Nubank, PagSeguro, C6 Bank, Inter, Mercado Pago, Itaú, Banco do Brasil, Santander, Bradesco e Caixa. Todas as instituições financeiras com mais de 500 mil clientes são obrigadas a oferecer transferência via Pix aos correntistas.

Selectra Seguros

Saiba mais sobre Finanças na Selectra!
Informações e dicas sobre investimento e finanças de um jeito simples para você!

Aproveite para ler outros artigos sobre finanças, investimentos e empréstimos!

Atualizado