Ciberataque: Brasil está entre os países mais inseguros

Ciberataque Brasil
Ciberataque Brasil

Você sabe o que é ciberataque? Também chamado de ataque cibernético, essa ação é qualquer tentativa de acessar dados ou informações de uma empresa ou pessoa física. Neste artigo vamos falar sobre porque o Brasil está entre países menos seguros da América Latina quando o assunto é segurança digital. Saiba mais a seguir!

Ciberataque Seguro Cibernético

O que é ciberataque?

Em primeiro lugar, vamos contextualizar o que é o ciberataque e como ele funciona na prática. O ciberataque é uma tentativa de invadir sistemas online para roubar informações e dados valiosos, principalmente de empresas. Geralmente, esses ataques virtuais estão relacionadas com crimes financeiros. Sendo assim, os responsáveis pelo crime cibernético pode usar de manipulação ou chantagem para pedir dinheiro.

Outra possibilidade é a ameaça de apagar determinados dados valiosos de empresas ou mesmo pessoas físicas. No geral, os ataques cibernéticos são feitos por criptografia e podem passar despercebidos por muitos setores de tecnologias de diversas empresas, ou seja, qualquer um está vulnerável quando falamos de hackers. Uma alternativa para evitar prejuízos financeiros e morais nessas situações é o seguro cibernético, uma proteção para crimes digitais. Mais abaixo vamos falar sobre essa modalidade de seguro para ciberataques.

Como funciona o ciberataque na prática?

Para realizar ciberataques, os hackers costumam utilizar malwares, que é um tipo de programa criado para acessar sistemas e banco de dados. Dessa forma, esses malwares podem ser programados para realizar diferentes ações, como a spyware que copia os dados de uma empresa ou pessoa física.

Com isso, a vítima de ataque cibernético fica “nas mãos” dos criminosos que estão por trás da invasão, já que com esses acessos eles têm o poder de copiar, apagar ou realizar qualquer outra ação com a informação adquirida. Geralmente, o ciberataque acontece quando diversas máquinas do alvo desejado já estão infectadas, então os hackers podem escolher o momento mais oportuno para realizar a ação.

Ciberataque no Brasil

Por conta da pandemia da Covid-19, muitas pessoas passaram a trabalhar remotamente, ou seja, no sistema home office. Os hackers enxergaram nessa mudança de hábito uma oportunidade e aproveitaram esse momento para realizar ataques virtuais.

De acordo com dados da empresa russa de segurança online Kaspersky, o Brasil, a Argentina e o México são os países da América Latina mais expostos aos ciberataques. Isso porque mais de 20,5 milhões de ataques virtuais foram realizados nas máquinas de usuários domésticos entre janeiro e setembro.

O Brasil recebeu a maioria desses ataques mencionados acima, com mais de 56% dos crimes, já o México ficou em segundo lugar com 27,8%, seguido pela Colômbia com 7,33%, Peru (5,36%), Argentina (1,87%) e Chile (1,62%).

Contratar Seguro Cibernético

Empresas são as principais vítimas de ataques cibernéticos

O número de crimes cibernéticos nas empresas ultrapassa mais de 37 milhões de ações entre janeiro e setembro nos países citados antes. O Brasil também aparece em primeiro lugar nessa categoria em relação aos ataques virtuais na América Latina, com 56,25% do total.

Em segundo lugar aparece o México (22,81%), seguido pela Colômbia (10,20%), Peru (4,22%), Chile (3,27%) e Argentina (3,25%). É importante ressaltar que o Brasil aparece com mais da metade da porcentagem dos ataques em relação aos outros países da América Latina.

Ciberataque no celular

O Brasil também aparece em primeiro lugar na pesquisa de ataques virtuais nos dispositivos móveis no ranking dos países da América Latina. Com mais de 63,17% (1.257.192 ataques a celulares), o Brasil está no topo da categoria de crimes virtuais em smartphones e aparelhos móveis. Esse número significa que cerca de 140 mil invasões são feitas por mês através dos celulares dos brasileiros. O ranking é seguido pelo México em segundo lugar, com 24,75%, Colômbia (4,25%), Peru (2,93%), Chile (2,49%) e Argentina (2,41%).

Ciberataque no computador

Diferente do que pensam muitos usuários, os computadores com o sistema operacional da Apple também são alvos de ciberataques. Na América Latina, cada usuário desse sistema operacional já pode ter recebido, aproximadamente, 9,87 de ataques nos últimos nove meses. Por outro lado, os malwares também invadem computadores com sistema Windows com cross-platform, que atinge mais de um tipo de sistema operacional.

Seguro cibernético: como se proteger de hackers?

Pensando em assegurar empresas ou pessoas físicas que podem vir a sofrer com ataques cibernéticos, as seguradoras criaram seguros específicos para crimes digitais. Esse seguro oferece assistência após o ataque virtual, ou seja, a seguradora poderá indenizar o segurado pelos danos causados após o ataque de hackers. Dessa forma, se você considera que pode ser vítima desse tipo de crime, o seguro cibernético, também conhecido como seguro de riscos digitais, é uma ótima opção para a contenção de danos.

Por que contratar um seguro cibernético?

De acordo com a pesquisa citada neste texto, o Brasil é o país da região com o maior número de crimes cibernéticos. Portanto, a contratação do seguro de riscos virtuais é a melhor forma de se recuperar financeiramente após sofrer ataques dos hackers. Além disso, o seguro cibernético também presta outras assistências muito úteis. Confira a seguir o que pode conter neste tipo de seguro:

  1. Assistência para terceiros: ideal para vazamentos de dados pessoais ou corporativos e para indenizar terceiros afetados pelos ataques. Neste caso, as principais coberturas são relacionadas à Responsabilidade na Mídia, Multas e Penalidades Administrativas e Responsabilidade Civil Cibernética. Além de Custo de Defesa, Investigação Administrativas e Dados de Terceiros.
  2. Assistência para o segurado: pensada para cobrir despesas básicas para que o funcionamento da empresa não seja afetado após um ataque digital. Dessa forma, o seguro pode cobrir gastos com Restauração e Recuperação de Dados, Extorsão, Comunicação e Monitoramento. Além de Lucro Cessantes, Despesas com Perito Forense e Restituição de Imagem.
  3. Coberturas opcionais: atendimento emergencial 24 horas realizado por empresas do setor que têm parceria com a seguradora.

Ficou interessado em contratar um seguro? Conheça as principais seguradoras do Brasil.

Sabemos que o vazamento de dados e informações privadas podem causar prejuízos enormes às empresas. Além disso, pessoas físicas também podem sofrer ataques online pelos dispositivos móveis e computadores de uso pessoal. Sendo assim, a contratação desse tipo de seguro pode valer a pena. Aproveite para ler mais e tirar todas as suas dúvidas sobre o seguro cibernético.

Selectra Seguros

Conheça todas as empresas de Seguros na Selectra!
Informações e dicas sobre o mercado de seguros de um jeito simples para você!

Agora que você já conhece o seguro rural, aproveite para pesquisar outras opções do mercado e fazer uma cotação para escolher o melhor seguro para a sua propriedade rural!

Atualizado