Imposto de Renda 2021 | O que muda na declaração do IR?

Mudanças na declaração do Imposto de Renda 2021
Mudanças na declaração do Imposto de Renda 2021

O Imposto de Renda 2021 começa no dia 1º março e muitos brasileiros aguardam esse momento para entregar a declaração do imposto, sem cair na malha fina, e receber a restituição. Por isso, nós vamos falar sobre as mudanças e novidades da Receita Federal para o IRPF deste ano. Confira a seguir!

O que é o Imposto de Renda 2021?

Imposto de Renda 2021

O Imposto de Renda 2021 é um tributo que deve ser pago de acordo com os rendimentos do contribuinte ao longo do ano anterior. As pessoas físicas e jurídicas devem informar para a Receita Federal quais foram os rendimentos tributáveis no ano anterior à declaração, neste caso em 2020.

Dessa forma, a Receita avalia se os impostos cobrados foram mais do que deveriam e, nesse caso, eles pagam a restituição em dinheiro na conta do contribuinte.

Para saber se você vai receber ou não a restituição do IRPF, é preciso incluir todos os seus ganhos e gastos durante o período da declaração, que vai de 1º de março até 30 de abril.

Quem tem que declarar Imposto de Renda 2021?

Existem alguns perfis de contribuintes que precisam obrigatoriamente declarar o Imposto de Renda. Saiba quais são eles:

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020.
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40.000,00 em 2020.
  • Quem vendeu ou comprou bens e direitos.
  • Possui bens e direitos no valor total superior a 300 mil.
  • Pessoas que se tornaram residentes no Brasil e se mantiveram até 31/12/2020.
  • Aqueles que venderam imóveis residenciais e tiveram ganho, mesmo comprando outro imóvel em um prazo de 180 dias.
  • Pessoas que excedem atividade rural e possuíram receita bruta acima de R$ 142.798,50 em 2020.

Quando sai o Informe de Rendimentos 2021?

Os informes de rendimento são documentos emitidos pelos bancos e empregadores para compovar se o contribuinte ou a empresa sonegaram impostos. Isso porque as informações são cruzadas e devem estar iguais aos valores pagos pelas empresa e recebidos pelas pessoas físicas (trabalhadores).

Nos informes são mostrados os valores recebidos pela pessoa física, os impostos pagos durante o ano anterior e as contribuições do INSS.

Neste ano, as empresas e as instituições financeiras precisam enviar os informes de rendimento referente de 2020 para as pessoas físicas até o dia 26 de fevereiro de 2021.

Programa Imposto de Renda | Como baixar?
Saiba mais

Quando começa a declaração do Imposto de Renda 2021?

A declaração do Imposto de Renda 2021 começa no dia 1º de março e vai até às 23h59 de 30 abril de 2021.

Normalmente, esse é o período que a Receita Federal determina para a entrega da declaração do imposto. No ano passado, por conta da pandemia causada pela Covid-19 o prazo foi estendido, mas neste ano volta a ser de dois meses.

Imposto de Renda | Mudanças para 2021

Declaração Imposto de Renda 2021

A Receita Federal anunciou algumas mudanças e novidades para o Imposto de Renda de 2021. As principais regras anunciadas estão relacionadas à declaração do auxílio emergencial, às "contas pagamento" e à inclusão da categoria de criptomoedas na declaração do IR. Saiba mais detalhes a seguir!

Criptoativos no Imposto de Renda

A partir deste ano, os criptoativos terão um espaço para serem declarados no Imposto de Renda. Com isso, o formulário da declaração do Imposto de Renda sobre Bens e Direitos terá três códigos para criptomoedas. Serão eles:

  • 81: Criptoativo Bitcoin - BTC.
  • 82: Outros criptoativos (moeda digital).
  • 89: Demais criptoativos (payment tokens).

Restituição do IR em contas pagamento

Pela primeira vez, o contribuinte vai poder selecionar a opção "Contas Pagamento", que englobam algumas contas digitais de fintechs como Nubank e PagBank, por exemplo, como opção para receber a restituição do Imposto de Renda.

Auxílio Emergencial no Imposto de Renda

Foi confirmado pela Receita Federal que o auxílio emergencial é um rendimento tributável e, portanto, os valores recebidos em 2020 devem ser declarados no Imposto de Renda deste ano. Dessa forma, os beneficiários do auxílio que tiverem rendimentos anuais superiores a R$ 22.847,76 devem declarar obrigatoriamente o IRPF 2021.

Devolver o Auxílio Emergencial

Ainda sobre o auxílio emergencial, é importante saber que o contribuinte com rendimentos anuais acima de R$ 22.847,76 terá que devolver os valores do auxílio emergencial.

Passo a passo para declarar o IRPF 2021

Tem dúvidas sobre como declarar o imposto de renda? Veja como enviar a declaração do seu imposto de renda em 2021. Consulte o passo a passo a seguir:

Organizção dos documentos

O primeiro passo para a entrega do imposto de renda é a separação dos documentos necessários e dos comprovantes para justificar os seus ganhos e despesas. Com os documentos e comprovantes em mãos, é a hora de passar para a próxima etapa da declaração do IRPF 2021.

Forma de envio

Existem várias formas de enviar a declaração do IR: pelo site oficial da Receita Federal, pelo programa baixado no computador e pelo aplicativo IRPF. Escolha o melhor formato de envio para você para não ter problemas com o preenchimento da declaração.

Dados do ano anterior

Se você já realizou anteriormente o programa da Receita Federal ou o aplicativo, então você pode importar seus dados e utilizá-los para o ano de 2021. Porém, caso seja a primeira vez, então preencha os dados e informações solicitadas na tela do computador ou celular.

Preenchimento dos campos

Verifique todos os documentos separados e preencha todos os campos com as informações corretas para não ter problemas no futuro. É preciso ter muita atenção para não cair na malha fina e ficar com a declaração retida e sem restituição.

Revisão das informações

No final, é hora de verificar o valor apresentado que será restituído a você em duas modalidades: declaração completa ou simplificada.

Você deverá escolher a declaração mais vantajosa para você. O modelo completo deduz todas as despesas permitidas por lei da base de cálculo do imposto.

Do modo que, a declaração simplificada não considera as despesas permitidas por lei e possui a base de cálculo de um desconto fixo de 20%, limitado a R$16.754,34 total.

Envio da declaração

Após realizar todos esses passos, basta fazer mais uma checagem nas informações para garantir que não caia na malha fina e depois enviar sua declaração do Imposto de Renda para a Receita Federal.

Restituição IRPF

Salve o recibo da sua declaração do IR para ser utilizado no próximo ano (2022) e aguarde a sua restituição, se tiver direito. O que achou das possíveis mudanças do Imposto de Renda 2021? Aproveite para ler outras dicas para a declaração e restituição do IR.

FAQ Imposto de Renda 2021 - Perguntas frequentes

🤔 O que é Imposto de Renda?

O Imposto de Renda sobre Pessoas Físicas (IRPF), mais conhecido como Imposto de Renda, é um tributo federal que acompanha os gastos e ganhos dos brasileiros. Dessa forma, a Receita Federal analisa a declaração do imposto para saber se os impostos pagos no ano estão de acordo com os ganhos, pagamentos e patrimônios do declarante.

🔎 Quem precisa declarar Imposto de Renda em 2021?

Devem declarar o imposto de renda pessoas com rendimento anual que ultrapasam R$ 28.559,70. Assim como quem tem rendimentos isentos que somam mais de R$ 40 mil em pagamento de dividendos de empresas ou de retorno de fundo imobiliário e quem tem receita bruta a R$ 142.798,50.

❓ MEI precisa declarar Imposto de Renda?

Se o MEI emitir todas as notas fiscais, pagar o DAS (imposto simplificado) e realizar a Declaração Anual do Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI), ele não precisa fazer outra declaração. Mas se o empreendedor MEI recebeu R$ 40 mil de remuneração no ano anterior, ele vai precisar fazer a declaração de IR. Além disso, quem é MEI e recebe rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 também precisa declarar o IRPF.

💰 Quem tem direito à restituição do Imposto de Renda?

A restituição do Imposto de Renda é o valor devolvido para o contribuinte que pagou tributos a mais para a Receita Federal. Esse valor só é pago para os cidadãos que fazem a declaração do Imposto de Renda e comprovam que existe um saldo a ser recebido através dos documentos e informes incluídos na declaração. É possível consultar se você vai receber a restituição através de um site específico da Receita Federal, veja aqui.

💸 Precisa declarar auxílio emergencial no Imposto de Renda?

Segundo informações da Receita Federal, os contribuintes que receberam o auxílio emergencial em 2020 são obrigados a declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física caso tenham recebido outros rendimentos tributáveis com valor anual superior a R$ 22.847,76 junto com o auxílio. Também foi anunciado que o cidadão que declarar rendimento maior que R$ 22.847,76 vai precisar devolver o valor recebido pelo auxílio emergencial.

Selectra Seguros

Saiba mais sobre Finanças na Selectra!
Informações e dicas sobre investimento e finanças de um jeito simples para você!

Aproveite para ler outros artigos sobre finanças, investimentos e empréstimos!

Atualizado