Financiamento | O que é financiamento e como usar?


Se você está interessado em contratar financiamento, mas ainda tem dúvidas sobre o serviço, certamente você vai encontrar todas as respostas que precisa neste artigo. A seguir vamos explicar o que é financiamento, como funciona e onde contratar. Confira!


O que é financiamento?

O que é financiamento?

Financiamento é quando um banco ou financeira aprova um crédito para a realização de uma compra, que pode ser de um carro ou uma casa, por exemplo. Dessa forma, o valor total é pago pela instituição financeira ao vendedor e o comprador pode começar a desfrutar do bem enquanto paga as parcelas mensais com acréscimo de juros para quem concedeu o crédito.

Normalmente, os financiamentos são usados para a compra de imóveis ou automóveis, mas existem outros modalidades disponíveis no mercado. A seguir vamos mostrar quais são os financiamentos mais comuns no Brasil.

Assim como acontece em outros tipos de concessão de crédito, antes de conseguir que o financiamento seja aprovado, normalmente o solicitante tem o seu histórico financeiro analisado. Além disso, é necessário comprovar renda para justificar que tem como assumir o pagamento do financiamento.

Financiamentos mais comuns

  • Financiamento imobiliário
  • Financiamento de automóveis
  • Financiamento estudantil
  • Financiamento de máquinas e equipamentos

Taxa de juros do financiamento

Se você vai fazer um financiamento, é provável que você ainda não tenha o valor total do bem que quer comprar, por isso, é importante avaliar os prós e os contras desse serviço financeiro.

A grandevantagem do financiamento é que é possível começar a usar o bem antes de finalizar o pagamento das parcelas. Porém, é preciso ficar de olho nas taxas de juros, que podem fazer você pagar muito mais do que o valor real do bem adquirido. Caso essa seja a única opção para a realização da compra e você considere que vale a pena, vá em frente!

Os juros para quem contrata o financiamento de veículos, por exemplo, vão de 0,78% ao mês a 3,83% ao mês, de acordo com levantamento do Banco Central realizado com 45 instituições financeiras em janeiro de 2021. Os valores servem para operações pré-fixadas destinadas à pessoas físicas. Já no caso do financiamento imobiliário, as taxas de juros são de, em média, 7,5% ao ano.

Antes de escolher o financiamento ideal, faça simulações e compare as taxas de juros e condições que cada instituição oferece. É importante saber que quanto maior o valor da entrada oferecido, menores são os juros. Por isso, considere a opção de dar uma entrada maior para reduzir o valor financiado para conseguir melhores taxas de juros e parcelas menores.

Diferença entre financiamento e empréstimo

Consórcio ou financiamento?

Você sabe qual é a diferença entre financiamento e empréstimo? É normal que as pessoas confundam os dois serviços, porém existe uma diferença entre as duas modalidades de crédito.

No financiamento, o valor total solicitado é enviado para o vendedor do bem a ser comprado. Dessa forma, o solicitante do financiamento não tem acesso ao dinheiro, apenas recebe o bem e fica com a responsabilidade de pagar as parcelas do financiamento.

No empréstimo, o dinheiro que foi pedido é pago diretamente para o solicitante do empréstimo. Ou seja, o valor pode ser usado para o que o cliente quiser. E, assim com no financiamento, o pagamento do empréstimo é feito em parcelas e é cobrado juros em relação ao valor total.

Consórcio ou financiamento?

Muitas pessoas se perguntam se a melhor opção para comprar um bem é consórcio ou financiamento. A verdade é que a resposta depende da necessidade do comprador, já que o consórcio pode ser mais demorado se comparado ao financiamento. Porém, se o comprador não tiver pressa, o consórcio tem algumas vantagens relacionados aos juros que fazem o preço total ser bastante menor quando comparamos com o financiamento.

Em resumo, a principal diferença entre essas duas opções é o tempo de espera, já que com o financiamento você pode ter o imóvel logo após fechar o contrato, enquanto que com o consórcio não dá para saber quando você será beneficiado, já que o recebimento do valor é definido por sorteio. Confira exemplos de consórcio e financiamento para entender como eles funcionam na prática.

Financiamento de veículos

O financiamento de veículos é um dos mais populares no Brasil. Com essa modalidade de crédito é possível comprar automóveis novos e usados. Para contratar esse tipo de financiamento, o primeiro passo é encontrar um banco ou financeira que trabalhem com essa linha de crédito.

Depois, você deve fazer uma simulação para entender quais sãos os preços, taxas de juros e número de parcelas disponíveis de acordo com o preço do veículo que você quer comprar.

Dessa forma, você poderá visualizar as condições do financiamento de veículo antes de decidir. É importante saber que, geralmente, é feita uma análise de crédito do cliente para verificar as possibilidades de inadimplência.

Tipos de financiamento de veículos

Financiamento imobiliário

Financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é um tipo de crédito que pode ser contratado em bancos ou financeiras para o financiamento de imóveis, obras ou construção. Dessa forma, o comprador que não tem o valor total consegue parcelar o pagamento do imóvel.

Ao fazer o financiamento de imóvel, é importante considerar que a propriedade estará alienada até que a última parcela do financiamento seja paga. Isso significa que o imóvel fica a nome da instituição financeira e o só passa a ser do comprador no término do financiamento.

Como escolher financiamento de imóvel?

Além de escolher qual casa ou apartamento será comprado, existem algumas etapas que devem ser planejadas para que o financiamento do imóvel seja uma boa escolha. Por isso, antes de contratar esse tipo de crédito, é importante fazer um planejamento financeiro para saber qual valor você pode disponibilizar mensalmente para pagar as parcelas do financiamento.

Outro ponto muito importante é a entrada do financimento do imóvel, que pode reduzir as taxas de juros e a quantidade de parcelas. Por isso, vale a pena estudar qual é a melhor opção para o pagamento da entrada e os benefícos a longo prazo.

Qual valor da entrada para financiamento imobiliário?

Se você que saber de quanto deve ser a entrada para financiar um imóvel, é importante saber que cada banco ou financeira tem as suas próprias condições de financiamento e alguns até oferecem financiamento de 100% do valor, ou seja, financiamento sem entrada. Mas, no geral, a entrada miníma solicitada para o financiamento imobiliário é de 20% do valor total do imóvel.

Bancos e financeiras para financiamento

Bancos | Financeiras Financiamento
Sicredi 💰✅
Digi+ 💰✅
Agibank 💰✅
Omni 💰✅
Sicoob 💰✅
Nubank 💰✅
Bradesco 💰✅
Caixa 💰✅
Itaú 💰✅
Votorantim 💰✅
Banco PAN 💰✅
Santander 💰✅
Crefisa 💰✅

FAQ Financiamento - Perguntas frequentes

Qual é o significado de financiamento?

Financiamento significa o ato de conceder prazo para o pagamento de compromissos financeiros. Na prática, o financiamento é quando um banco ou empresa financeira empresta dinheiro para uma pessoa ou empresa comprar uma casa ou um carro, por exemplo, e cobra uma porcentagem de juros pelo valor total que foi emprestado, permitindo que o solicitante do financiamento pague o valor emprestado em parcelas mensais, normalmente a longo prazo.

Qual é o valor da entrada para financiamento imobiliário?

No geral, a entrada miníma para o financiamento imobiliário é de 20% do valor total do imóvel, mas é importante considerar que cada banco ou financeira tem as suas próprias condições e alguns até oferecem financiamento de 100% do valor da casa ou apartamento, ou seja, financiamento sem entrada.

Selectra Seguros

Saiba mais sobre Finanças na Selectra!
Informações e dicas sobre investimento e finanças de um jeito simples para você!

Aproveite para ler outros artigos sobre finanças, investimentos e empréstimos!